O Portal da Anvisa mudou para gov.br/anvisa. Clique aqui para acessar.

Últimos alertas Últimos alertas

Publicado em:
19/04/2024

Atualizado em:
19/04/2024
às: 04h34

Back

Alerta GGMON nº 01/2024: Perigos do uso indevido de colas instantâneas não regularizadas como cosméticos para fins de embelezamento.

Área: GGMON

Número: 1

Ano: 2024

Resumo:

A Anvisa recebeu relatos preocupantes de indivíduos que têm experimentado reações alérgicas, irritação e ardência nos olhos e lacrimejamento decorrentes do uso indevido de produtos à base de cola instantânea não regularizados como cosméticos para fins de embelezamento. Esses produtos, originalmente destinados a aplicações não cosméticas, estão sendo utilizados para fixar unhas postiças e aplicar cílios postiços. Os principais produtos relatados incluem: Adesivo Instantâneo 793-TekBond, Cola Instantânea Super Bonder e Adesivo Instantâneo em Gel Three Bonde Super Gel. É de extrema importância que consumidores de produtos cosméticos e profissionais de salões de beleza e de clínicas de estética não façam o uso desse tipo de cola instantânea para fins de embelezamento, visando prevenir riscos graves à saúde, incluindo danos permanentes à visão.


Identificação do produto ou caso:

Eventos adversos à saúde decorrentes do uso indevido de produtos à base de cola instantânea não regularizados como cosméticos na Anvisa, para fins de embelezamento.


Problema:

O uso indevido de colas instantâneas não regularizadas como cosméticos pode causar riscos graves à saúde, incluindo danos permanentes à visão, como cegueira. Essas colas são originalmente destinadas a aplicações não cosméticas, como fixação de materiais de construção, e não são testadas para segurança ou eficácia para uso em contato com a pele, unhas ou olhos.

A Agência tomou conhecimento dessa situação preocupante por meio de órgãos locais de Vigilância Sanitária, que identificaram eventos adversos associados ao uso de colas instantâneas, não regularizadas como cosméticos, para fixar unhas postiças e aplicar cílios postiços. É fundamental enfatizar a necessidade de que não façam o uso desse tipo de cola instantânea para fins de embelezamento. Portanto, reforçamos a necessidade imperativa de optar exclusivamente por produtos devidamente regularizados como cosméticos pela Anvisa, assegurando, dessa forma, a segurança e a saúde dos consumidores.

É possível que grande parte da população não esteja ciente de que essas colas instantâneas não são destinadas a fins de embelezamento, mas há relatos de pessoas que as adquirem intencionalmente. Algumas justificam a compra alegando que permanecem por mais tempo as unhas e cílios postiços, mesmo após terem sido informadas sobre a finalidade correta do produto. A conscientização do consumidor sobre o uso adequado é essencial para evitar riscos à saúde.

Profissionais de salões de beleza e de clínicas de estética, assim como os consumidores, devem compreender a importância de conferir se os produtos cosméticos utilizados estão devidamente regulamentados na Anvisa. Isso é uma maneira eficaz de evitar potenciais complicações e riscos à saúde.

Para checar se um produto cosmético está regularizado junto à Agência, é recomendável analisar seu rótulo, que contém um número de processo Anvisa, que é tipo uma identidade dele. Esse número começa com "25351" e segue o modelo "25351.XXXXXX/20XX-YY". A consulta pode ser realizada no endereço eletrônico: https://consultas.anvisa.gov.br/#/ (procura pela categoria “Cosméticos”).

É importante que a identificação de eventos adversos à saúde relacionados ao uso de produtos cosméticos seja notificada nos endereços eletrônicos indicados abaixo, a fim de que a Anvisa possa acompanhar e tomar as medidas adequadas em relação a produtos envolvidos com eventos adversos.

  1. Cidadãos: A notificação pode ser feita pelo e-Notivisa (seja em seu próprio nome ou em nome de terceiros) ou pelo Limesurvey.

  2. Empresas e profissionais da saúde (após realização de cadastro): Notivisa.


Ação:

Orientação para consumidores e profissionais de salões de beleza e clínicas de estética.


Histórico:

Este é o primeiro Alerta de Segurança relacionado a riscos à saúde decorrentes do uso indevido de produtos à base de cola instantânea não regularizados como cosméticos na Anvisa para fins de embelezamento. 


Recomendações:

Para garantir a segurança dos consumidores e o cumprimento integral às regulamentações sanitárias, recomendamos as seguintes ações:

1. Suspensão Imediata do Uso: interrompa imediatamente o uso desses produtos para fixação de unhas postiças e aplicação de cílios postiços, bem como para qualquer procedimento destinado a fins estéticos e de embelezamento. Deixe de usar colas instantâneas não regularizadas como cosméticos e procure por produtos cosméticos regulamentados pela Anvisa.

2. Consulta Profissional: em caso de eventos adversos à saúde, os consumidores devem procurar assistência médica ou um profissional de saúde qualificado.

3. Uso Conforme Indicação: os produtos mencionados e similares são destinados a aplicações específicas e não devem ser utilizados para fins estéticos ou de embelezamento. Não arrisque sua saúde usando colas instantâneas não regularizadas como cosméticos.

4. Notificação à Vigilância Sanitária: qualquer suspeita de evento adverso deve ser comunicada à Vigilância Sanitária local para a devida investigação e ação regulatória, bem como notificar à Anvisa em um dos endereços eletrônicos referidos anteriormente.

5. Divulgação e Conscientização: divulgue essas recomendações entre seus contatos, amigos e familiares para garantir uma ampla conscientização sobre os riscos associados ao uso indevido desses produtos.

Este alerta visa proteger a saúde pública e prevenir eventos adversos causados pelo uso inadequado de colas instantâneas não regularizadas como cosméticos na Anvisa. A colaboração ativa de todos é fundamental para mitigar os riscos e garantir a segurança da população.

Em casos de dúvidas procure orientações junto aos órgãos locais de Vigilância Sanitária.

Se precisar de esclarecimentos adicionais, estamos à disposição para ajudar. Entre em contato diretamente com a Anvisa pelos Canais de Atendimento disponíveis no Portal da Anvisa, utilizando o a) Formulário Eletrônico do "Fale Conosco" ou b) pelo telefone 0800 642 9782. Para acessar esses canais, visite: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/canais_atendimento.

 


Anexos:



Referências:




Últimos alertas

alertas